Início

29 de Outubro de 2009

Já tive um, dois, três blogs há alguns anos, na época em que o webblogger fazia sucesso (ele ainda existe?). Blog individual, comunitário, pessoal, engraçadinho, diário, menos informativo ou educativo, pois essa nunca foi a minha praia. Hoje resolvi voltar, outro blog, outro nome, outro lugar, outros assuntos (ou mais do mesmo). Há tempos que retomei meu contato com esse mundo, comecei a ler alguns, depois mais alguns, e por fim muitos ao dia, tornando meu Google reader repleto, e um ótimo passatempo para minhas horas ociosas (que atualmente são muitas). Não entendo muito, entendia, mas minha cabeça não é mas tão boa e as coisas simplesmente evaporam dela, sem contar o ritmo em que tudo evolui, e estão sempre em transição, se você desce do bonde, subir de novo não é tão fácil assim. O motivo para ter um blog eu não sei bem explicar,  talvez seja a solidão. Sentir-se só, para mim, não depende da presença de pessoas, é muito mais um estado de espírito, que por ironia aparece com frequencia quando estou ou vou estar em multidões. Eu tenho mãe, pai, irmão, namorado, amigos, colegas e trabalho. Não tenho dificuldades sociais, não sou tímida, falo até demais, gosto das pessoas em geral, convivo com seres afetuosos e mesmo assim, sem motivo, sem aviso, sem convite, a sensação de solidão aparece. Escrever é uma terapia interessante, mesmo que ninguém leia e você sabe que ninguém vai ler, assim mesmo alivia, acalma, esclarece. Escrever e ainda ter a possibilidade de compartilhar seus pensamentos com alguém, desconhecido cheio de possibilidade a descobrir, torna tudo ainda mais interessante. Outro motivo que me trouxe a esse post inicial é o meu tempo livre que aumentou muito nos últimos tempos, e como dizem: “mente vazia oficina do diabo”, vamos tratar de ocupar essa cabeça logo, nem que seja com coisas pequenas e aparentemente (apenas aparentemente, pois de onde se menos espera é que saem as melhores surpresas) inúteis. Para terminar, não sei sobre o que vou falar. Eu gosto de livros, música, maquiagem, moda, culinária, imagens bonitas, drama, alegria, bobagens, papo sério. Sou daquele tipo que gosta de tudo um pouco, e poucas coisas (ou nenhuma) eu gosto o tempo todo. Mudo de idéia fácil, e de humor mais ainda. Posso transformar esse espaço em um diário, um desabafo, comentar algum assunto, citar alguém, colocar uma imagem bonita, não sei, o que torna vago, mas ao mesmo tempo deixa um leque inteiro de possibilidades em aberto. Enfim, quem viver verá, e espero que esse blog viva para ver.

Anúncios

Olá, mundo!

29 de Outubro de 2009

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!